no dia
da virada
da vida

tem gente frágil na praça

fazendo  anos

entreamores

uma pausa no cotidiano.
quando o vento de dentro pára.
e tudo debulha.

Anúncios